Faço das minhas palavras hoje as de Gilberto: “O curioso me pergunta há quanto tempo eu lhe conheço […]
Há dez mil, há cem mil anos
Da Índia, da China, da Bíblia, do Egito
Dos primeiros dias do mundo
Não quero dizer ao curioso a palavra sagrada
Eu lhe conheço, […] da eternidade.” - Gilberto Freyre
Hoje podemos comemorar 6 anos do que nossa consciência carnal pode contar, porque a espiritual eu já disse, é a eternidade! 15.07.14 <3

Faço das minhas palavras hoje as de Gilberto: “O curioso me pergunta há quanto tempo eu lhe conheço […]
Há dez mil, há cem mil anos
Da Índia, da China, da Bíblia, do Egito
Dos primeiros dias do mundo
Não quero dizer ao curioso a palavra sagrada
Eu lhe conheço, […] da eternidade.” - Gilberto Freyre
Hoje podemos comemorar 6 anos do que nossa consciência carnal pode contar, porque a espiritual eu já disse, é a eternidade! 15.07.14 <3

 
Porque bastava ficar ali, lado a lado. Em silêncio, jogando conversa fora, tanto faz. Desde que os dois estivessem juntos. Um sentindo o cheiro do outro, trocando carícias, olhares, sorrisos e muita, muita vontade um do outro.
Aghata Paredes.   (via odeiorotulos)
 

Tenho me sentido tão fraca que meus abraços estão fracos. Logo o abraço que é a coisa mais singela e forte desse mundo! 

SOUZA, Jessika Mylena S. de. Ás 23hrs57min do dia 17/05//2014 

 

cross-connect:

Artist Samantha Keely Smith paints breathtaking abstract landscapes that resemble the swirling waters of the ocean. Using oil paint, enamel, and shellac, Smith builds up multiple translucent layers of color, alternating between soft brushstrokes and large, sweeping gestures to evoke crashing waves, surging tides, and stormy floods.

Via 

// Selected by Sunil

Maravilhoso! Que mar! 

 
theme by iemai